icondominial

Parceria entre edifício e rede de estacionamento rende até R$3.500 por mês Um dos principais motivos de conflitos entre os condôminos, a garagem do condomínio pode ser transformada em uma maneira de engordar o orçamento através de uma parceria entre o edifício e alguma rede de estacionamento, que passa a gerir a área e cobrar […]

Parceria entre edifício e rede de estacionamento rende até R$3.500 por mês

Um dos principais motivos de conflitos entre os condôminos, a garagem do condomínio pode ser transformada em uma maneira de engordar o orçamento através de uma parceria entre o edifício e alguma rede de estacionamento, que passa a gerir a área e cobrar o estacionamento de quem não é morador.

Sem a demarcação de vagas, um funcionário da empresa estaciona os veículos dos moradores e do público externo, aproveitando os espaços livres que sobram quando os condôminos saem.

José Barbosa Ruvira administra um prédio residencial na região da Consolação e conta que no local funcionava um flat. De toda estrutura de serviços que existia até 2006, permaneceu o estacionamento.

Ele salienta que além da quantia que o condomínio recebe, que varia entre R$ 2.500 e R$ 3.500 por mês, não há encargos com funcionários. Esse valor corresponde a cerca de 30% do faturamento da rede de estacionamento.

Ruvira comenta que já houve reclamações de moradores como quando, por exemplo, um condômino não simpatiza com algum manobrista, mas se eles sugerem a extinção do sistema, basta expor as despesas do condomínio. “Aí mudam de ideia”, diz.

Com o valor arrecadado, foi possível pintar a garagem e fazer algumas reformas, como no gradil e na rampa de acesso do estacionamento.

A segurança é o ponto mais delicado no modelo, que pode ser adotado mediante aprovação de três quartos dos moradores em assembleia.

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Publicado em Panorama por iCondominial | Nenhum comentário

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Tecnologia Notebem Tecnologia Hotvia