icondominial

Coberturas com piscinas trazem muito conforto a moradores de edifícios. Mas é preciso cuidado para instalar e manter Não há como negar que uma piscina no topo do prédio oferece um charme a mais a quem mora no condomínio.  Afinal, além do lazer habitual de um item como este, o morador em geral ainda conta […]

Coberturas com piscinas trazem muito conforto a moradores de edifícios. Mas é preciso cuidado para instalar e manter

Não há como negar que uma piscina no topo do prédio oferece um charme a mais a quem mora no condomínio.  Afinal, além do lazer habitual de um item como este, o morador em geral ainda conta com uma vista privilegiada.

É preciso levar em conta, porém, que uma piscina na cobertura necessita de cuidados extras em sua instalação, como, entre outros pontos, a verificação da profundidade, vigas ou colunas de sustentação do prédio, para que não haja problemas posteriores.

O ponto inicial antes de qualquer projeto – seja em prédios cujo planejamento da piscina vai constar na obra, quanto naqueles já prontos, em que o morador da cobertura resolve construir – é chamar um especialista, tal como um engenheiro civil ou arquiteto e urbanista que saberá orientar adequadamente em todas as fases do projeto.

“É importantíssimo verificar a questão da impermeabilização, pois uma piscina na cobertura cuja obra não tiver sido bem feita pode causar uma série de problemas no prédio, como infiltrações e vazamentos”, explica a arquiteta e urbanista Carolina Gimael.

Ela lembra também que a escolha correta dos materiais utilizados no revestimento também faz parte deste item.

Pontos a checar – Há coberturas com piscinas que se tornam mais valorizadas, pois são projetadas com vista privilegiada ao norte, garantindo o sol durante o ano inteiro. Mas se o sol não estiver presente o tempo todo, pode-se pensar em uma piscina aquecida.

“O morador – ou o condomínio – deverá decidir qual o tipo de piscina será inserido no projeto, se ela vai ser aquecida ou coberta, por exemplo”, explica o arquiteto e urbanista Clodoaldo Costa Oliveira.

“No projeto estrutural deve ser calculada a implantação da piscina na cobertura para distribuição da carga adequada ao solo”, afirma.

Manutenção – O arquiteto explica que o edifício e a piscina deverão ser vistoriados periodicamente com relação ao quesito segurança, pois os materiais possuem vida útil.

Além disso, a água da piscina também terá que ser checada frequentemente, assim como os componentes do maquinário escolhido conforme orientação do fornecedor.

O que levar em consideração

  • É preciso sempre a orientação de um profissional especializado desde o projeto até a finalização e manutenção da piscina
  • Uma piscina na cobertura pode significar problemas de infiltração e vazamento, se a obra não for bem feita
  • Há tipos diferentes de piscinas que podem ser construídas, como cobertas e aquecidas. É preciso pesquisar direito para escolher bem

Publicado em Empreendimento por iCondominial | Nenhum comentário

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Tecnologia Notebem Tecnologia Hotvia